1 ano no exterior, o que aconteceu até aqui?

Queridos gafanhotos, estamos de volta!

Er, quer dizer, estamos voltando… assim, aos poucos… mas tá indo.

O que dizer sobre esse 1 ano estudando no exterior que passou tão rápido mas já considero pacas? Bom, passou rápido mesmo. Passou tão rápido que é quase inacreditável. A gente chega achando que nesse primeiro ano vai fazer mil coisas, começar um projeto para mudar o mundo, criar algo revolucionário, descobrir a cura de alguma doença… mas não. A gente chega, e senta a bunda na cadeira para ter aulas. Não me levem a mal, minhas aulas até agora foram espetaculares, e tenho certeza que os meus companheiros de equipe irão dizer o mesmo sobre as deles. Vou contar um pouco sobre a minha experiência, e saibam que dependendo do curso e da Universidade, isso pode variar.

Aqui na Tulane University eu preciso estar matriculada em 12 créditos por semestre para ser considerada aluna Full Time. Isso equivale a 4 matérias de 3 créditos. Então nesses 2 semestres eu completei 8 matérias, ou 24 créditos. Para me formar eu preciso completar 54 créditos, o que dará mais 2 semestres com 4 matérias cada e um outro semestre exclusivamente para Gross Anatomy. Para aqueles que não sabem eu estudo Physical Anthropology, com ênfase em Forensic Anthropology.

Objeto do meu trabalho cursando Forensic Anthropology

Além das 4 matérias cursadas eu também sou RA (Research Assistant). Ou seja, além de estudar para as minhas aulas diárias, eu também faço horas de pesquisa no laboratório. Se eu pudesse resumir os meus dias seria: chegar para as aulas as 9h e sair da Universidade as 17h, chegar em casa e continuar trabalhando. Obviamente esse é o MEU horário, isso varia muito dentre todos os alunos de outras Universidades e inclusive dentre meus próprios colegas de departamento. Eu, por exemplo, gosto de acordar cedo (5:30h) para afazeres saudáveis (leia-se ir para a academia para não virar uma bola), gosto de tirar uma soneca à tarde, e muitas vezes prefiro escrever projetos, papers e estudar a noite. Mas novamente, isso funciona pra mim, e cada um tem a sua maneira de se organizar (para dicas de organizacao entre neste link)

Como eu ia dizendo, aulas e laboratórios enchem o meu dia, mas eu ainda preciso de tempo para: estudar, comer, escrever, pesquisar e um tempo para não pensar em nada porque ninguém é de ferro. Minha experiência com as aulas foram excelentes. Além de professores extraordinários, eu tive ótimos colegas de classe. Aqui na Tulane muitas das classes são uma mistura de Undergrads e Graduate students (entre neste link para entender a diferenca), porém, algumas coisas são diferentes, como por exemplo, nós Graduate students temos uma sessão de discussão de artigos após as aulas (inclua isso no seu dia), onde devemos ler um determinado artigo antes da discussão e o apresentamos para o resto do grupo. Também devemos escrever um Final Research Paper, que aqui na Tulane varia entre 15 e 20 páginas, o que é quase um projeto: escolhemos um tema, colocamos uma tese, e tentamos prová-la ou refutá-la com base na literatura e pesquisa própria. Eles geralmente devem ser entregues no último dia de aula e valem uma grande parte da nossa nota, em torno de 30%. O resto fica distribuído entre provas (sim, 3 provas), participação, discussão dos artigos e alguns outros mini testes.

Meus momentos de não pensar em nada se resumem geralmente a um dia, ou sexta a noite, ou sábado. É quando eu tiro tempo para ver os meus seriados favoritos, sair com os amigos, ou para ler qualquer coisa não relacionada ao meu curso ou minhas aulas. Anotem: ISSO É NECESSÁRIO! É preciso ter um dia de descanso e, sabendo se organizar, dá pra fazer tudo sem peso na consciência.

Vivendo em New Orleans o que não me falta são coisas para fazer. A cidade ferve todos os dias da semana. As pessoas são amigáveis e prestativas, o clima é agradável na maior parte do tempo (exceto no verão, verão aqui é insuportável). O meu departamento, Department of Anthropology, é bastante unido, professores e alunos se dão super bem e inclusive fazem social juntos. Temos algumas festas que envolvem ver o seu orientador fantasiado de Malévola (er, Halloween), e muitas outras coisas mais. Fiz grandes amigos aqui, e tenho certeza que isso me ajudou bastante durante todo esse ano que passou. Meus amigos Abroaders também têm um espaço importante nesse trajeto todo, sempre nos falamos e compartilhamos aflições e conquistas. As pessoas ao meu redor fizeram esse 1 ano ser o mais proveitoso possível.

TL;DR: Apesar de ter uma carga enorme de aulas, pesquisa e estudos, eu só tenho a agredecer por tudo o que aconteceu nesse 1 ano que passou. A quantidade de conhecimento que eu adquiri é imensurável e as minhas aulas, assim como pesquisas, foram extraordinárias. Mesmo com um calendário cheio de tarefas, preciso de um dia para relaxar, e ter um círculo de grandes amigos com certeza me ajudou nisso tudo.

Logicamente, isso nunca seria possível sem a bolsa do CsF, e se você quer ter essa oportunidade, leia o nosso site e descubra o que fazer e como se preparar para se candidatar ao Doutorado.

E-book: GRE Detonado!!! Todas as dicas para você vencer este chefão!

Boa noite, #teamAbroaders!!!

Vamos falar sobre GRE?? É um daqueles exames necessários que você tem que fazer para conseguir sua pós-graduação em alguns países (como os EUA, por exemplo). É bastante importante e pode ser o seu pior pesadelo ou um excelente critério de desempate – ao seu favor! Tudo depende de como você se prepara para ele.

Quer saber mais?

Temos um e-book saindo do forno para vocês!!

Baixe o GRE Detonado clicando na imagem acima!
Baixe o GRE Detonado clicando na imagem acima!

O bendito (ou maldito) GPA: necessário para estudar fora

Se você caiu de paraquedas nesse artigo, PARABÉNS, acredito que seja um candidato a estudar fora do Brasil e esteja procurando informações relevantes sobre o assunto. Em meio a tantas (des)informações sobre os processos de candidatura e inscrição nos cursos superiores no exterior, nos deparamos com uma sigla sempre muito comum: GPA. Mas o que diabos é isso?

GPA é a sigla para GRADE POINT AVERAGE, que nada mais é do que as suas notas colocadas em uma escala diferente daquela existente no seu país. Basicamente, é usada nos EUA para medir o seu desempenho nos estudos. Por ser um padrão amplamente utilizado por lá, o GPA serve para comparar o desempenho dos alunos em uma mesma escala (como as nossas notas aqui no Brasil). Mas então, qual é a diferença? Por que não posso usar a nossa escala de 0-10 ou 0-100? Bem, colega, pela mesma maneira que eles usam ºF, jardas, pés, milhas … WHO KNOWS ?

Porque EU QUERO e pronto!

Mas nada é tão difícil quanto parece.

Em um curso universitário, cada matéria possui um certo número de “unidades” ou “créditos”. No ensino médio, a maioria das matérias possui o mesmo número de créditos, mas isso não acontece na universidade. A maioria das matérias universitárias têm uma carga de três unidades (cerca de três horas de palestra e seis horas de lição de casa por semana para cada semestre), mas o número pode variar de frações de 1 a mais de 5 unidades. O GPA assume uma escala de notas igual à A, B , C, D, F. A cada grau é atribuído um número de pontos, um A recebe 4 pontos, um B = 3,  C = 2, D = 1, e um F = 0 (Isso em um GPA baseado em escala 4.0). O processo é o mesmo se você estiver trabalhando em graus secundários ou universitários.

O GPA possui escalas que podem ser de 4.0 ou 5.0 (as mais comuns em candidaturas para pós-graduação e graduação no exterior). No entanto, algumas Universidades ou Escolas Secundárias também podem utilizar o GPA em uma escala diferente dessas duas, uma escala 9.0; 4.3 ou 4.5, por exemplo.

O Grade Point Average de um estudante, portanto, é um cálculo matemático que indica onde a média das notas se encontra na escala norte-americana. E ele pode ser encontrado em 2 formas:

  1. term GPA (TERM GPA): Que é a média das suas notas em somente um semestre, e
  2. cumulative GPA (CUM GPA): Que é a média das suas notas ao longo do seu curso.

Ele é basicamente calculado da seguinte forma:

GPA = Σ (grade value × unit credit points)

__________________________

Σ unit credit points
  • multiplicar cada nota pelos pontos da unidade de crédito
  • somar os valores resultantes (pontuação ponderada do GPA)
  • somar os pontos da unidade de crédito
  • dividir a soma da pontuação ponderada do GPA  pela soma dos pontos da unidade de crédito
  • calcular três casas decimais.
WTF...
WTF…

Ficou confuso? Veja essa tabelinha:

GPA

Nesse exemplo o seu GPA seria, 73/15 = 4.87 GPA

Note que neste exemplo o seu GPA seria em escala 9.0, uma vez que as notas atribuídas a cada letra variam entre 0-9

MAS CALMA AI MEU AMIGO, LARGA ESSA CALCULADORA!

Antes que você comece a suar pensando no seu histórico com mais de 50 matérias e no trabalho do cão que daria para calcular isso tudo, fique atento:

Se o seu sistema de classificação é A-F, com uma escala de 4 pontos, você pode ser capaz de calcular a sua média das notas. No entanto, a maioria dos sistemas (excluindo os EUA) não usam essa escala. Até mesmo alguns sistemas que fazem uso de uma escala semelhante têm significados diferentes para as classes (por exemplo, nos EUA, notas “A” não são raras, mas em há outros sistemas em que elas quase nunca são dadas), assim, o GPA não é representativo da mesma coisa que é neste país (EUA). É por essa razão que as faculdades americanas geralmente têm pessoas especialmente treinadas na avaliação de credenciais de outros países.

Mas no meu formulário pede para eu preencher com um GPA!

Você pode colocar GPA = 0.0 ou então calcular de maneira não oficial, mas saiba que assim que o seu histórico chegar na Universidade eles irão conferir suas notas e refazer esse cálculo.

No meu histórico tem matérias que eu desisti e não fiz as provas finais… como ficam essas notas?

Ficam iguais à ZERO (sorry), e você deve incluir no cálculo do GPA multiplicando pelos créditos respectivos.

Eu fiz uma matéria mais de uma vez, e agora?

Por quaisquer motivos que tenham levado você a refazer uma matéria, você só usará a sua maior nota (dessa matéria) no cálculo do CUM GPA. *

Não está aguentando de ansiedade para saber o seu GPA? O Abroaders resolveu te ajudar e facilitar a sua vida, mas lembre-se, esse cálculo é NÃO OFICIAL.

Então, jovem, prepare-se… grude no F5 que na próxima semana nós vamos disponibilizar uma CALCULADORA DE GPA que nossa equipe está preparando para você!

Estudar fora nunca foi tão fácil, se liga nas dicas e aproveite!

 


 

  • O Abroaders procura manter os materiais e informações contidos neste website atualizados, precisos e completos. No entanto, não garantimos que o conteúdo, os instrumentos e os materiais contidos, utilizados e oferecidos neste website estejam precisamente atualizados ou completos, e não nos responsabilizamos por danos causados por eventuais imprecisões, omissões, erros de conteúdo ou falhas de equipamento.

Check list: Tudo o que você precisa para se candidatar a uma bolsa de PhD no exterior (e quanto isso vai custar)

Babe graduando

Quem sonha em estudar no exterior muitas vezes se pega naquela inquietação e angústia de pensar em todas as situações que irá enfrentar até o seu objetivo ser alcançado. Universidades e Órgãos de Fomento fornecem milhares de bolsas todos os anos para os mais diversos lugares do mundo (fique ligado que o Abroaders já não tarda em disponibilizar essas informações para você). Estudar em uma Universidade renomada fora do Brasil, não pagar nada e ainda receber por isso … quem não quer?

Hoje estamos aqui para colocar um pouco de realidade no seu sonho dourado. Não é nada desestimulante, é apenas um toque de quem também estava eufórica e entusiasmada por concorrer a uma bolsa de estudos e que no meio do caminho descobriu que nada vem de graça.

Antes, uma introdução: a equipe do Abroaders é formada por estudantes que se conheceram no processo seletivo para bolsas de Doutorado Pleno oferecidas pelo programa brasileiro Ciência sem Fronteiras em parceria com a LASPAU, uma ONG filiada à Harvard. Essa parceria foi lançada em 2012, e a primeira turma iniciou os estudos ainda no ano passado (2013), mas fique ligado, a LASPAU se desvinculará do CsF no ano de 2016, ou seja, A CHAMADA EM ABERTO SERÁ A ÚLTIMA, com os estudantes iniciando os estudos no Fall/2015.

Por que isso é importante?

Além de você ter uma chamada para Doutorado Pleno já em aberto, e com mais de 1 ano para organizar todas as suas coisas, a LASPAU fornece um serviço diferenciado para os grantees e também ajuda a amenizar os gastos financeiros!

CHEGAMOS NO PONTO CRÍTICO E FOCO PRINCIPAL DO ASSUNTO DE HOJE

Financeiro…

A sua bolsa de estudos é algo que será concedido em prol, obviamente, dos seus estudos na Universidade do exterior. Mas para você ser aceito em uma Universidade e na própria Capes/CNPq, alguns custos irão surgir em ordem de ter todos os documentos necessários e provas exigidas. Você pode se candidatar às bolsas oferecidas pela Capes/CNPq ou até mesmo se candidatar somente nas Universidades, por conta própria, ou então, como já mencionado acima, pode concorrer a uma vaga na parceria LASPAU/CsF.

Quais documentos e provas são essas, e quais são os seus custos?

 

Financeiro

 

Financeiro2

OBSERVAÇÕES:

1. Foi considerado a cotação do dólar em R$2,20.

2. Os valores de viagem irão variar de acordo a cidade de origem e a cidade de destino do estudante.

3. Foi considerado o envio  pago das notas para somente uma universidade pois há a possíbilidade de enviar de graça para quatro universidades ou para a LASPAU no dia da prova, logo após a sua finalização.

4. Os valores para traduções juramentadas irão variar de acordo com o estado de residência do estudante. A quantidade de documentos traduzida também irá variar caso o estudante tenha, além da graduação, alguma pós-graduação ou mestrado. Foi considerado nesse caso a tradução de dois históricos e dois diplomas.

5. O valor de envio de documentos irá variar segundo a cidade de origem / destino e o serviço utilizado (DHL, Fedex ou EMS)

6. A Application Fee pode variar de $50,00 a $150,00, depende da universidade escolhida. Foi considerado um valor médio de $120,00 por universidade.

Lembra do nosso guia dos exames? Essas são as provas geralmente exigidas em uma candidatura ao Doutorado Pleno nos EUA, os preços variam de acordo com a cotação do dólar, e os seus gastos também variam dependendo de onde você mora, já que, como falado no guia, a Polimetric não possui centros que aplicam GRE em todos os lugares, e talvez você precise viajar para realizar a prova.

As Universidades requerem o envio dos scores oficiais desses exames, alguns são cortesia, mas para cada envio extra, paga-se uma taxa.

Nitidamente vemos uma grande diferença financeira entre aplicar por si só ou aproveitar a chance e correr para os braços da LASPAU. Além de economizar algo em torno de R$ 2.000,00, você ainda recebe um tratamento personalizado dos seus Placement Specialists.

Realmente é uma oportunidade que não dá pra perder. Então, abra o seu porquinho, guarde a sua mesada, deixe de sair durante alguns finais de semana, e foque no seu sonho!

Quer saber quanto você vai gastar nesse processo? Acesse aqui e faça o download completamente gratuito da nossa planilha personalizada de controle de gastos.

 

Welcome to Abroaders: o seu novo guia sobre como estudar no exterior

Students on campus

O Abroaders nasceu das mentes inquietas de jovens como você. Surgiu e se sustenta nos alicerces da tão amada – salve salve – internet. Um grupo de jovens que buscavam informação, motivação, preparo e apoio em busca de um sonho: conquistar o mundo estudar no exterior.

Somos estudantes das mais diversas áreas e nos conhecemos durante o período de aplicação para PhD nos Estados Unidos. Nossas ambições e sonhos nos uniram. Passamos pelas mesmas situações de aflição e nos apoiamos, nos conectamos, criamos um vínculo que se tornou amizade. A partir desta intensa relação repleta de fortes emoções, surgiu a ideia de casarmos e vivermos um amor poligâmico criar um canal onde pudéssemos reunir todas as informações necessárias e assim poupar você, pequeno gafanhoto, de ficar dias procurando em sites espalhados pela deep web. E nós sabemos, passou do segundo O do google, não tem mais volta.

Nós oferecemos mais do que qualquer informação de organizações e empresas voltadas para o estudo no exterior: neste site você receberá dicas diretamente de quem já passou por tudo o que você almeja passar. Já matamos alguns leões até aqui, e nosso objetivo, jovem, é o de te manter sempre um passo à frente: ou seja, estamos possuídos por um espírito altruísta que está lhe dando a faca e o queijo nas mãos, apenas aguardando que você use a sua sagacidade para cortá-lo.

Nós garantimos o nosso trabalho e dedicação e esperamos só uma coisa em troca: o seu sucesso.

Então levante essa bunda da cadeira e saia da sua zona de conforto, foque no seu sonho e motive-se! You can do it! We can do it!

Actually… we are already doing it.

Let the games begin!