O bendito (ou maldito) GPA: necessário para estudar fora

Se você caiu de paraquedas nesse artigo, PARABÉNS, acredito que seja um candidato a estudar fora do Brasil e esteja procurando informações relevantes sobre o assunto. Em meio a tantas (des)informações sobre os processos de candidatura e inscrição nos cursos superiores no exterior, nos deparamos com uma sigla sempre muito comum: GPA. Mas o que diabos é isso?

GPA é a sigla para GRADE POINT AVERAGE, que nada mais é do que as suas notas colocadas em uma escala diferente daquela existente no seu país. Basicamente, é usada nos EUA para medir o seu desempenho nos estudos. Por ser um padrão amplamente utilizado por lá, o GPA serve para comparar o desempenho dos alunos em uma mesma escala (como as nossas notas aqui no Brasil). Mas então, qual é a diferença? Por que não posso usar a nossa escala de 0-10 ou 0-100? Bem, colega, pela mesma maneira que eles usam ºF, jardas, pés, milhas … WHO KNOWS ?

Porque EU QUERO e pronto!

Mas nada é tão difícil quanto parece.

Em um curso universitário, cada matéria possui um certo número de “unidades” ou “créditos”. No ensino médio, a maioria das matérias possui o mesmo número de créditos, mas isso não acontece na universidade. A maioria das matérias universitárias têm uma carga de três unidades (cerca de três horas de palestra e seis horas de lição de casa por semana para cada semestre), mas o número pode variar de frações de 1 a mais de 5 unidades. O GPA assume uma escala de notas igual à A, B , C, D, F. A cada grau é atribuído um número de pontos, um A recebe 4 pontos, um B = 3,  C = 2, D = 1, e um F = 0 (Isso em um GPA baseado em escala 4.0). O processo é o mesmo se você estiver trabalhando em graus secundários ou universitários.

O GPA possui escalas que podem ser de 4.0 ou 5.0 (as mais comuns em candidaturas para pós-graduação e graduação no exterior). No entanto, algumas Universidades ou Escolas Secundárias também podem utilizar o GPA em uma escala diferente dessas duas, uma escala 9.0; 4.3 ou 4.5, por exemplo.

O Grade Point Average de um estudante, portanto, é um cálculo matemático que indica onde a média das notas se encontra na escala norte-americana. E ele pode ser encontrado em 2 formas:

  1. term GPA (TERM GPA): Que é a média das suas notas em somente um semestre, e
  2. cumulative GPA (CUM GPA): Que é a média das suas notas ao longo do seu curso.

Ele é basicamente calculado da seguinte forma:

GPA = Σ (grade value × unit credit points)

__________________________

Σ unit credit points
  • multiplicar cada nota pelos pontos da unidade de crédito
  • somar os valores resultantes (pontuação ponderada do GPA)
  • somar os pontos da unidade de crédito
  • dividir a soma da pontuação ponderada do GPA  pela soma dos pontos da unidade de crédito
  • calcular três casas decimais.
WTF...

WTF…

Ficou confuso? Veja essa tabelinha:

GPA

Nesse exemplo o seu GPA seria, 73/15 = 4.87 GPA

Note que neste exemplo o seu GPA seria em escala 9.0, uma vez que as notas atribuídas a cada letra variam entre 0-9

MAS CALMA AI MEU AMIGO, LARGA ESSA CALCULADORA!

Antes que você comece a suar pensando no seu histórico com mais de 50 matérias e no trabalho do cão que daria para calcular isso tudo, fique atento:

Se o seu sistema de classificação é A-F, com uma escala de 4 pontos, você pode ser capaz de calcular a sua média das notas. No entanto, a maioria dos sistemas (excluindo os EUA) não usam essa escala. Até mesmo alguns sistemas que fazem uso de uma escala semelhante têm significados diferentes para as classes (por exemplo, nos EUA, notas “A” não são raras, mas em há outros sistemas em que elas quase nunca são dadas), assim, o GPA não é representativo da mesma coisa que é neste país (EUA). É por essa razão que as faculdades americanas geralmente têm pessoas especialmente treinadas na avaliação de credenciais de outros países.

Mas no meu formulário pede para eu preencher com um GPA!

Você pode colocar GPA = 0.0 ou então calcular de maneira não oficial, mas saiba que assim que o seu histórico chegar na Universidade eles irão conferir suas notas e refazer esse cálculo.

No meu histórico tem matérias que eu desisti e não fiz as provas finais… como ficam essas notas?

Ficam iguais à ZERO (sorry), e você deve incluir no cálculo do GPA multiplicando pelos créditos respectivos.

Eu fiz uma matéria mais de uma vez, e agora?

Por quaisquer motivos que tenham levado você a refazer uma matéria, você só usará a sua maior nota (dessa matéria) no cálculo do CUM GPA. *

Não está aguentando de ansiedade para saber o seu GPA? O Abroaders resolveu te ajudar e facilitar a sua vida, mas lembre-se, esse cálculo é NÃO OFICIAL.

Então, jovem, prepare-se… grude no F5 que na próxima semana nós vamos disponibilizar uma CALCULADORA DE GPA que nossa equipe está preparando para você!

Estudar fora nunca foi tão fácil, se liga nas dicas e aproveite!

 


 

  • O Abroaders procura manter os materiais e informações contidos neste website atualizados, precisos e completos. No entanto, não garantimos que o conteúdo, os instrumentos e os materiais contidos, utilizados e oferecidos neste website estejam precisamente atualizados ou completos, e não nos responsabilizamos por danos causados por eventuais imprecisões, omissões, erros de conteúdo ou falhas de equipamento.

Comentários

  1. Gustavo disse:

    Eu sou um estudante de ensino
    Médio integrado ao técnico, as minhas notas de matérias técnicas estarão incluídas no GPA ou não?

  2. Repeti matérias por reprovação mesmo,e essas nao tem CH, mesmo tendo a nota (vermelha). Só tem CH qnd cursei novamente e fui aprovada. Nesse caso, minha dúvida, sem CH nao tem calculo, então nao considero essas notas na hr de fazer o cálculo, certo? Ou devo pedir a faculdade essa CH (nao sei se dão). OBG

  3. Álvaro Corrêa disse:

    Proxima semana? to no f5 ate hoje..

    1. Álvaro Corrêa disse:

      Ops, erro meu.. Releve..

  4. Durante minha graduação fui transferido de uma universidade para outra. Em meu histórico final, as disciplinas que cursei na primeira universidade constam como EQUIVALÊNCIA, não constando média final alguma. Como considero essas disciplinas para calcular meu GPA?

  5. Caio disse:

    Faço o EM, fiz recuperação semestral (das matérias), para calcular o GPA eu coloco a nota que eu alcancei ao longo do bimestre ou a nota da recuperação (que seria a atual notas dos dois bimestres)?

  6. Danubia disse:

    Eu repeti 3 materias, sendo que da ultima vez que fiz e passei, tirei boas notas. devo colocar só as notas de quando passei mesmo? É diferente do conceito de CR que temos nas universidades brasileiras, que junta as notas de todas as notas?

    1. ERNESTINA disse:

      Creio que só sua ultima nota que vai pra soma, porque é sua ultima nota que fica no histórico.

  7. Felipe de Freitas disse:

    Estou com dificuldades para calcular o GPA pois minhas notas não são em números e sim em siglas, pois estudei em colégio público e depois cursei um ano de Supletivo. E nenhuma desses cursos usava números. Preciso converter para números mas não há em lugar nenhum uma tabela ou algo assim. Alguém conhece algum serviço que calcule o GPA aqui no RJ? De repente eles consiga calcular.. Obrigado!

    1. leo disse:

      quero saber a mesma coisa :/

  8. Sammy disse:

    Estou pensando em fazer uma pós no exterior, minhas notas da faculdade nunca baixam de 8,5 (mas no geral ficam entre 9,0 e 10,0). Sou a representante da turma, e ao concluir a faculdade terei uma formação trilíngue (português, inglês e francês). Não sei como são os padrões internacionais, o que no Brasil parece ser o suficiente no exterior normalmente não é, então gostaria de saber se por dedução possuo chances de conseguir uma aprovação em alguma universidade européia.

  9. Giselly disse:

    Eu tenho uma dúvida. Eu troquei de curso e alguns créditos foram concedidos do curso anterior, então no histórico aparece apenas CC. Como que eu calculo isso? Por que no fim dá uma diferença de 22hs no total.

  10. Amanda disse:

    Nao sabia que, quando repetia uma materia, só usava pro calculo a nota mais alta. Se for assim mesmo, vai salvar meu GPA =)

Deixe seu comentário