Inglês sem Fronteiras: uma oportunidade a aproveitar!

Olá, jovem que está cursando a graduação ou pós-graduação (stricto sensu) e quer fazer uma parte do curso no exterior, mas está ainda no the book is on the table. Que fase! Mas não se desespere: o post de hoje é para você.

Sim, você!! Você que  estava passeando pelo Abroaders, fuçando informações sobre pós graduação no exterior… já descobriu que não precisa de mestrado para doutorado, já escolheu que tipo de pós graduação vai fazer, já sabe de cor as 10 coisas que não pode deixar de saber sobre o Ciência sem Fronteiras e se empolgou com a entrevista da Gisele Ribeiro. Também quero!, você pensou. Até começou a pesquisar universidades e orientadores, quando de repente se lembrou de um pequeno detalhe: os exames de proficiência na língua inglesa…

IsF

…e seu inglês está mais enferrujado que a última taça que o Vasco ganhou.

Pois seus problemas acabaram! Os Abroaders conseguiram que uma amiga escrevesse por livre e espontânea pressão um pouco mais sobre o Inglês sem Fronteiras, esse programa que você nem sabia que existia e que pode te livrar de ser deportado de volta ao Brasil pela falta de proficiência no inglês.

O texto foi escrito pela Elisa Bellone, essa graça de pessoa que, além de ser aluna do curso de Letras (Português-Inglês) da UFVJM em Diamantina, também é professora do Inglês sem Fronteiras. Quer saber o que ela tem pra te contar? Acompanhe:

“No mundo contemporâneo, após a globalização, é exigido o conhecimento e domínio de outro idioma. Pensando nisso, para ajudar estudantes universitários de todo o país a aperfeiçoarem seu conhecimento da língua inglesa e adquirirem proficiência na língua, o governo criou o Programa Inglês sem Fronteiras (IsF), que visa proporcionar oportunidades de acesso às universidades de países anglófonos através do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) à todos aqueles interessados em participar do processo de seleção. São ofertados periodicamente cursos à distância, presenciais e aplicações de testes de proficiência.

O primeiro passo para ter direito de participar do IsF é ser aluno de graduação ou pós-graduação strictu sensu de instituições de ensino superior públicas ou privadas. O segundo é o aluno estar necessariamente ativo no curso de inglês oferecido a distância, o My English Online (MEO). Alunos de graduação de instituições de ensino superior privadas podem participar do MEO desde que tenham obtido nota igual ou superior a 600 no ENEM e alunos de pós-graduação desde que tenham seus programas credenciados pela CAPES.

Para concorrerem a vaga nos cursos presenciais de inglês oferecidos pelo Núcleo de Línguas de sua instituição, é necessário que o interessado esteja cursando no mínimo o nível 2 do My English Online e terá prioridade se for estudante de algum dos cursos prioritários para o Ciência sem Fronteiras. Os cursos presenciais são intensivos de 4 horas semanais com sua duração podendo variar entre 16, 32, 48 e 64 horas de acordo com o objetivo a ser atingido pela universidade. Seu período de inscrição é divulgado pela própria instituição à comunidade universitária por meio de seus sistemas internos.

Quanto aos testes de proficiência, alunos que se candidatem ao Programa Ciência sem Fronteiras ou outros programas da CAPES/CNPq que incluam o TOEFL ITP em seus editais terão o direito de realizá-lo sem custo (a data de aplicação desses testes também é divulgada pela instituição e pode ter o perfil de nivelamento ou de proficiência de acordo com o edital do CsF).

Observem que o TOEFL ITP é somente para candidatos à graduação sanduíche! Candidatos a alguma pós devem fazer o TOEFL IBT. Você pode saber mais sobre este último baixando o nosso e-book sobre exames.

Os interessados em se cadastrar no My English Online devem acessar este site e preencher seus dados. Para mais informações acessem o site do Programa Inglês sem Fronteiras, lá vocês encontrarão o edital do programa com todas as informações necessárias de como participar.

Aproveitem a oportunidade!”

Uma resposta para “Inglês sem Fronteiras: uma oportunidade a aproveitar!”

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.